Realeza, 06 de junho de 2020 - Paraná - BR

Notícias

Autor: Ale.boenorodrigues ale.boenorodrigues

REALEZA ULTRAPASSA OS 400 CASOS POSITIVOS DE DENGUE

No dia 12 de Maio de 2020, foi emitida atualização dos casos de dengue no Município de Realeza, pela Secretaria de Saúde. Os casos positivos de dengue chegaram à 402, com 675 casos notificados.

Diversas ações estão sendo realizadas, como aplicação de inseticida através de UBV costal (equipamento para aplicação de inseticida em Ultra Baixo Volume), inspeções nas residências, em especial em casos de suspeita de dengue e denúncias. Lembrando que os Agentes de Combate à Endemias não estão adentrando nas casas devido a situação do COVID. Neste caso é realizado vistoria nos pátios e terrenos e orientação para que os moradores chequem a área interna de suas casas.

O maior número de casos positivos se encontram no Centro, seguido do bairro Nossa Senhora Ap., João Paulo II, Alto Boa Vista, São José, Jardim Marchese e Cazaca. No caso do Centro já foram realizadas ações como arrastão pente fino, e aplicação de inseticida em todos os quarteirões, porém o número de casos continua subindo. 

A Secretaria de Saúde de Realeza realizou parceria com a empresa Geo-X Tec (www.geoxtec.com.br), startup sediada no município, para realização voluntária de ensaios com Drones para identificação de água acumulada em calhas, marquises, calhas entupidas e em locais de difícil acesso. Após o mapeamento das áreas de maior contaminação, a empresa irá apresentar dados georeferenciados gerados por softwares e inteligência artificial aos ACE’s para que os mesmos possam identificar os locais e tomar as devidas providencias para eliminação dos possíveis focos. 

Camila Viana, Bióloga e Coordenadora da Vigilância Sanitária, coloca que o principal problema em relação à dengue é a falta de conscientização das pessoas. “Na semana passada, por exemplo, recebemos denúncia de uma pessoa que estava jogando lixo em um terreno baldio no bairro Cazaca, como a denúncia veio acompanhada de fotos, podemos observar a placa do automóvel ao qual estava o lixo que foi despejado no terreno. Através da placa do carro podemos identificar o dono do veículo, que é um morador de Santa Izabel do Oeste. O mesmo já foi notificado e foi tomada as devidas providências para o recolhimento do lixo.” Segundo Camila esta não é uma situação isolada, pois mesmo tendo coleta seletiva no Município as pessoas não separam o lixo, e acabam deixando jogado atrás dos lotes ou depositam em terrenos baldios, o que forma novos focos de dengue.

Camila coloca ainda: “2020 está sendo o ano de maior epidemia de dengue no Município de Realeza. Precisamos que cada um faça sua parte, pois, os índices de caso positivo continuam aumentando, enquanto as pessoas não se responsabilizarem e cuidarem da suas casas, de seus terrenos, tirar um tempo toda a semana para dar uma olhadinha no seu lote, na sua calha e observar se não tem nenhum material que possa acumular água, os casos vão continuar aumentando, e corremos o risco de ter um óbito por dengue em nosso Município.”