Realeza, 26 de outubro de 2021 - Paraná - BR

Notícias

Autor: Admin

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Saúde de Realeza vem a público esclarecer, que após denúncias de duas situações de pessoas que supostamente utilizaram documentos de pessoas falecidas, objetivando “burlar” a ordem da vacinação contra a COVID-19, através de matéria divulgada em rede social, a Secretaria de Saúde buscou verificação de fato, visto que não havia sido notificada ou comunicada de tal acontecimento legalmente por nenhum órgão fiscalizador.

Após verificação constatou-se que os dois casos tratavam-se de erros de digitação no lançamento das informações no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, sendo que:

1º Caso-Senhora de 89 anos que possuía nome homônimo (igual) o da pessoa já em óbito, a qual foi lançada a informação de vacina;

2º Caso-Senhora de 78 anos que possuía a mesma data de nascimento da pessoa já em óbito, a qual foi lançada a informação de vacina.

Salientamos que as duas pessoas vacinadas já estavam no grupo prioritário para imunização na data registrada, sendo este um equívoco no lançamento das informações, o qual já foi verificado e esclarecido.

A Secretaria de Saúde de Realeza preza pela total transparência, ética e respeito ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19, cumprindo criteriosamente o cronograma e protocolo de vacinação do Estado e do Ministério da Saúde, não compactuando com ilegalidade em sentido algum, sendo favorável as investigações que apuram todo tipo fraudes nesse sentido.

EM CASO DE DESCONFORMIDADE FAÇA AQUI SUA DENUNCIA

Anexos

Skip to content