Realeza, 17 de December de 2018 - Paraná - BR

Notícias

Autor: Admin

Empresários debatem destinação correta de resíduos sólidos

A Prefeitura Municipal de Realeza, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Realeza – ACIAR, realizou na noite de quarta-feira (18), reunião com empresários de diversos ramos para tratar sobre a destinação correta dos resíduos sólidos gerados nas empresas realezenses.

As orientações e debate foram realizadas pelos fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP); José Bieger, Zélio Casa, e Mário Kulik. Entre os esclarecimentos realizados, foi de que o município não tem obrigação de recolher o resíduo sólido industrial, ficando a cargo da empresa a destinação correta. Mesmo assim, em Realeza, a prefeitura recolhe alguns materiais descartados pelas empresas.

Segundo os fiscais, existem empresas responsáveis pela coleta em todas as áreas. Os empresários devem executar a política reversa, onde produtos, após a utilização do cliente, são devolvidos aos fornecedores, como, por exemplo, funciona com as embalagens de agrotóxicos.

Os grandes problemas, de acordo com os fiscais, estão no descarte de pneus, lâmpadas, isopor, pilhas, entre outros. Atualmente algumas pessoas descartam os produtos junto com outros lixos recicláveis, ou são deixados em locais impróprios. Nestes casos funcionaria a política reversa, ou também contratar uma empresa responsável pela coleta dos materiais, ou levar para empresas ou associações de reciclagem, no caso de Realeza para a Associação de Apoio aos Agentes Ambientais de Realeza (APARA).

Estas reuniões sobre destinação e descarte correto de resíduos são realizadas há 10 anos na região, em Realeza já foram realizados encontros com proprietários de postos de combustíveis, lavagens de veículos, áreas de saúde, entre outros, sempre visando a educação ambiental.

”É um processo de evolução, estamos passando por uma transformação muito rápida, em todo o mundo, e temos que ter a conscientização dos clientes e empresários, de que os resíduos devem ser descartados de forma correta, garantindo o futuro das próximas gerações. Assim como foi feito com a extinção das sacolas plásticas pelos supermercados e mercearias em Realeza, estamos também debatendo para que outros materiais sejam reaproveitados, e não tragam problemas ao meio ambiente”, destacou o prefeito Eduardo Gaievski, durante o evento.

Ficou definido que será realizada outra reunião com os empresários em 60 dias, para que sejam debatidas outras ideias, e que as empresas consigam se adequar com a destinação correta dos resíduos sólidos. O secretário de agricultura, Maicon Dal Molin, declarou que a secretaria irá auxiliar os empresários.