Notícias

Realeza, PR °min °max

CMS promove Audiência Pública e elege nova diretoria

O Conselho Municipal de Saúde promoveu Audiência Pública de Prestação de Contas da Secretaria Municipal de Saúde de Realeza na tarde de terça-feira (31), no Auditório da Prefeitura Municipal, em pauta esteve a eleição do Conselho, mudanças na Clínica da Mulher, entre outros assuntos.

A nova diretoria do Conselho ficou constituída pelo presidente Vantuir Gollo, vice-presidente Danielle Pereira, secretário Evandro Frizzo, e 2ª secretária Carme Cerutti.

Já a mudança na Clínica da Mulher, ocorreu devido a solicitação do governo estadual. Agora a Clínica passa a ser uma Unidade de Atendimento Primário a Saúde da Família, conhecido também como Programa Saúde da Família (PSF), mantendo os mesmos atendimentos e demais serviços encontrados nos outros quatro postos de saúde do município.

Outro assunto foi o atendimento no Hospital e Maternidade Imaculada Conceição, que deverá receber o Conselho para debater algumas questões levantadas durante a Audiência.

Sobre o assunto dos hospitais particulares e públicos, o prefeito Eduardo Gaievski, destacou a importância dos atendimentos. “Junto com o Conselho temos que definir o papel dos hospitais em Realeza, eles deverão cumprir seus deveres, pois daqui alguns meses com a vinda do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), nosso município será polo em saúde, e deveremos estar preparados”, disse Gaievski.

Após a apresentação das ações da Vigilância Sanitária, foi realizada a apresentação da prestação de contas da secretaria, de outubro a dezembro de 2011.

Nos três últimos meses do ano passado foram realizadas 6.338 consultas, além de diversos outros procedimentos, atendimentos na farmácia, atendimento odontológico, exames, imunizações, notificações epidemiológicas, notificações de dengue (13 no total).

Em valores foi apresentado o demonstrativo geral de despesas, mais de R$ 500.000,00 são investidos na saúde no município por mês, se equilibrando nos outros mais de R$ 500.000,00 recebidos em recursos municipais, estaduais e federais, por mês. Os maiores recursos são municipais, chegando a R$ 350.000,00 por mês.

Para a secretária municipal de saúde, Eliete Pimenta, é muito importante que os conselheiros participem dos debates. “São muitos assuntos e investimentos debatidos com os conselheiros, que são pessoas importantes para a sociedade, eles também definem onde os recursos serão direcionados, trabalhando também na fiscalização da saúde no município”, destaca Eliete.